Articulação entre o mundo interno e externo às instituições prisionais: questões para a construção de um novo paradigma no domínio da sociologia das prisões

Download da Publicação

O objetivo deste texto é colocar em evidência o aumento e maior intensidade da articulação entre o mundo interno das prisões e da sociedade livre. Esse propósito possibilita repensar hipóteses desenhadas em estudos clássicos que sugerem a existência de uma ruptura entre estes dois universos sociais, com maior ou menor grau de permeabilidade entre eles, sintetizados nos conceitos-chaves de três clássicos dos estudos prisionais: o conceito de cultura prisional de Donald Clemmer [1940], sociedade dos cativos de Gresham Sykes [1958] e instituição total de Erving Goffman [1963].